Crônicas de um anjo 3 – Enxergar Adiante



Depois de um dia de trabalho, estava exausto e dirigia o meu carro pela estrada ouvindo uma música tranquila. Meus olhos estavam quase fechados e sentia uma imensa vontade de tomar um banho quente e descansar. 
Subitamente senti um arrepio subindo pelas minhas costas que chegava até o meu pescoço. “O que foi isso?” - pensei. Passei perto de uma usina de eletricidade. “Será que foi alguma influência desta usina?”.
Continuei o percurso e à minha frente vi um veículo oscilando na pista. Pisquei os faróis para pedir passagem. O motorista estava gesticulando dentro do carro como se estivesse brigando com alguém. Pensei em buzinar.
“Espere!” – uma voz soou em minha cabeça. “Afaste-se dele e mantenha distância. Eles podem estar em rixa e o foco de sua ira poderá mudar em sua direção”.
Não sabia de onde veio aquele pensamento, mas concordei. Continuei dirigindo devagar e o motorista mudou a sua direção entrando em outra via à direita.
“Vou continuar o meu caminho, tenho pressa e ela não pode pôr a minha vida em risco”. - Ponderei.
Cheguei em casa para mais uma noite de descanso. “Que voz estranha!” Entendi que foi um momento de sabedoria não importa qual foi a fonte. Temos que ter calma, pois os rios correm para o mar e um dia sempre chegam ao seu destino.

Chaiene Santos

Comentários

Postagens mais visitadas