A CURA



Andei por muitos caminhos
Alguns dias nasceram bonitos,
Outros quase ou nem tanto
Senti muitos perfumes
Me feri com vários espinhos

O tempo guardou as lembranças
As feridas cicatrizaram no ser adulto,
Compartilho o sorriso das crianças
A inocência que renova mnha visão do mundo criado
Que ensinou-me a perdoar,
Sentimento que remove as pedras do passado

Continuo a seguir a minha jornada
Quando confio, minha mente me lembra,
Avisa que no fim do caminho não há nada
E quanto ao amor, o coração me ensina:

Seja feliz e viva a vida, pois colocar a razão em tudo
Não deixa sobrar tempo,
A vida passa e leva os sonhos,
A pessoa mais querida

Chaiene Barboza Santos

Comentários