VERDADE



Está em toda parte
Despida ou ferida,
Há quem a prefira
Coberta por toda a vida

Os vestígios sempre aparecem
Mesmo aquelas que adormecem
Um dia o sol nasce
E a verdade amanhece

Mas as melhores:
São aquelas que libertam
As almas oprimidas
Pelas mentiras da vida

Todos sabem as suas verdades,
Algumas obscuras pelas vaidades
Se emergem para ferir
Talvez seja melhor ficar no fundo,
Melhor uma arma escondida
Do que ter no coração
Um ferimento profundo

Chaiene Barboza Santos

Comentários